a dona desse blog
é de uma teimosia absurda. além de ser psicóloga, é leitora, aspirante à escritora, filha, irmã, tia e amiga, é indecisa por natureza, não sabe fazer planos e deixa sua vida ser dominada por uma ansiedade que ela sempre achou que disfarçava bem. acha que todo dia é ideal pra questionar se suas ações estão certas, se está sendo justa consigo, se faz o que gosta (e por enquanto faz). é uma dessas pessoas que gosta da solidão da própria companhia mas não dispensa uma cervejinha com aquelas pessoas que sabem conversar, de preferência em um boteco bem boteco, porque estes servem as mais geladas.

livejournal
orkut
lastfm
twitter
facebook

links
ficadica
lentes coloridas
música de elevador
felicidade plástica
te amo, porra
um solilóquio
assopra tu
fuxicando sobre artes
luckyscars
e a vida, etc.
tofu studio
pipoca com cerveja
don't hesitate to hate
casa da chris
fina flor
fingindo dores
das minhas cores
que besteira
clarissa lamega
circulando por curitiba
terra da garo(t)a
just roll the dice
tantos clichês
I misbehave
vai melhorar, eu juro
superoito
sem pickles
um conto para narciso


passado
Julho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Novembro 2008
Dezembro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Agosto 2009
Setembro 2009
Outubro 2009
Novembro 2009
Dezembro 2009
Janeiro 2010
Fevereiro 2010
Março 2010
Abril 2010
Maio 2010
Junho 2010
Julho 2010
Agosto 2010
Setembro 2010
Outubro 2010
Novembro 2010
Dezembro 2010
Janeiro 2011
Fevereiro 2011
Março 2011
Abril 2011
Maio 2011
Junho 2011
Julho 2011
Agosto 2011
Setembro 2011
Outubro 2011
Novembro 2011
Dezembro 2011
Janeiro 2012
Fevereiro 2012
Março 2012
Abril 2012
Maio 2012
Junho 2012
Julho 2012
Novembro 2012
Janeiro 2013
Fevereiro 2013
Março 2013
Abril 2013
Junho 2013
Agosto 2013
Setembro 2013
Outubro 2013
Novembro 2013
Dezembro 2013
Fevereiro 2014



  domingo, 15 de abril de 2012
Sobre retorno

A vida tá corrida? A minha também tá. Você tem muitos compromissos? Eu também tenho. Mas uma coisa que faz tempo que eu sei é que amizade dá um baita trabalho. Sabe quando você recebe um e-mail em que alguém pergunta tanta coisa, conta várias outras e você pensa que vai responder depois, porque agora tá sem tempo? E esse depois não chega nunca? Sabe quando alguém te liga, você não atende porque tá sem tempo e sabe que a conversa vai ser longa e, mentalmente, diz a si mesmo que vai ligar depois? Só que depois você não liga?

Porque sempre surgem coisas, sempre compromissos aparecem e a gente sempre tem uma vida para salvar, nem que seja a nossa. O problema é que dedicação a gente não consegue comprar e nem emprestar. Não tem em nenhum lugar da internet e nem na televisão quando a gente tá baixando e assistindo uma série, um filme, uma novela que passa todos os dias. Não, dedicação, essa coisa louca que faz a gente parar de olhar pra dentro e nos mostra toda a vida lá fora, isso a gente só consegue quando para. 

Para de pensar que nossa vida e nossos compromissos são inadiáveis. Para de pensar que dez minutos que se perde para responder a um e-mail é um tempo precioso do dia, tanto quanto os dois minutos ou menos para mandar uma mensagem, retornar uma ligação. 

Algumas pessoas se surpreendem quando as pessoas estão umas nas vidas das outras há tempo demais. Admiram-se sobre essas pessoas para quem o tempo passa e elas continuam ali, sempre juntas. Garanto uma coisa, não tem segredo, mas tem receita. É investimento: de tempo, dedicação e até dinheiro, esse que a gente gasta para cruzar alguns quilômetros, para pagar a conta de telefone, para comprar uma agrado. Mas veja bem a palavra que eu usei: investimento. 

Não é um gasto, portanto, nem de energia. Porque quando a gente investe, é pra ter retorno. E quando não tem? O que fazer, administradores e economistas? Tira o investimento daquele lugar e coloca em outro. Porque se tem coisa nessa vida que precisa de retorno, essa coisa é amizade. 

[ 1 Comentários]
eXTReMe Tracker