a dona desse blog
é de uma teimosia absurda. além de ser psicóloga, é leitora, aspirante à escritora, filha, irmã, tia e amiga, é indecisa por natureza, não sabe fazer planos e deixa sua vida ser dominada por uma ansiedade que ela sempre achou que disfarçava bem. acha que todo dia é ideal pra questionar se suas ações estão certas, se está sendo justa consigo, se faz o que gosta (e por enquanto faz). é uma dessas pessoas que gosta da solidão da própria companhia mas não dispensa uma cervejinha com aquelas pessoas que sabem conversar, de preferência em um boteco bem boteco, porque estes servem as mais geladas.

livejournal
orkut
lastfm
twitter
facebook

links
ficadica
lentes coloridas
música de elevador
felicidade plástica
te amo, porra
um solilóquio
assopra tu
fuxicando sobre artes
luckyscars
e a vida, etc.
tofu studio
pipoca com cerveja
don't hesitate to hate
casa da chris
fina flor
fingindo dores
das minhas cores
que besteira
clarissa lamega
circulando por curitiba
terra da garo(t)a
just roll the dice
tantos clichês
I misbehave
vai melhorar, eu juro
superoito
sem pickles
um conto para narciso


passado
Julho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Novembro 2008
Dezembro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Agosto 2009
Setembro 2009
Outubro 2009
Novembro 2009
Dezembro 2009
Janeiro 2010
Fevereiro 2010
Março 2010
Abril 2010
Maio 2010
Junho 2010
Julho 2010
Agosto 2010
Setembro 2010
Outubro 2010
Novembro 2010
Dezembro 2010
Janeiro 2011
Fevereiro 2011
Março 2011
Abril 2011
Maio 2011
Junho 2011
Julho 2011
Agosto 2011
Setembro 2011
Outubro 2011
Novembro 2011
Dezembro 2011
Janeiro 2012
Fevereiro 2012
Março 2012
Abril 2012
Maio 2012
Junho 2012
Julho 2012
Novembro 2012
Janeiro 2013
Fevereiro 2013
Março 2013
Abril 2013
Junho 2013
Agosto 2013
Setembro 2013
Outubro 2013
Novembro 2013
Dezembro 2013
Fevereiro 2014



  quinta-feira, 17 de setembro de 2009
Sobre a Camila

A Camila já apareceu por aqui disfarçada. Muitas vezes, quando falo de "uma amiga", é ela! Quase todos os dias quando entro aqui vejo que Cascavel procurou no Google por "o ângulo mais bonito" e sei que é ela botando pressão (juntamente com Buenos Aires): "Tá na hora de postar!" (essa sem vergonha até hoje não salvou o endereço entre os favoritos e sempre pesquisa no Google pra entrar).

Nossa amizade não foi nada repentina, mas construída lentamente durante os primeiros anos da faculdade em que eu a achava mal-humorada e antipática. Uma vez a encontrei num show e ela me fez uma pergunta que me deixou constrangida. Não lembro a pergunta, e talvez tenha sido só uma exclamação que me chocou, porque eu era diferente do que eu sou hoje (desbocada e mal educada).

Comecei a gostar mesmo da Camila quando eu vi que ela tinha uma ironia tão fina quanto a minha e uma intolerância às burrices alheias ainda maior. Ela também não teve as melhores primeiras impressões a meu respeito, mas acho mais divertido desgostar e depois gostar.

A Camila é sincera, não é dada a meias voltas, do tipo que toma atitudes difíceis sem covardia. Ela não se autoengana por muito tempo, admite erros, evita magoar os outros. É birrenta (mas passa logo). Chora se te magoa, e chora se é magoada, mas sabe perdoar e pede perdão! Companheira pra tudo, sinto saudades. Queria hoje, no aniversário dela, pagar uma cerveja, uma tequila, um show da Marisa Monte, pra cantar junto que a gente sabe ver a vida pelo ângulo mais bonito. Ela fez parte do processo que me ensinou isso (e eu ensinei a ela a escrever a respeito)!

[ 0 Comentários]
eXTReMe Tracker